Notícias
Irmã Suzana Wills fez a sua páscoa definitiva
06/07/2014

Hoje, ao amanhecer, me veio lembrança da nossa querida Suzana, que nos deixou de repente, com muitas saudades e sem jeito de nos despedirmos... Desde o início de maio, quando nós irmãs passamos quatro dias juntas numa chácara, a Suzana vinha sentindo menos energia que normal. Fez exames, que deram imunidade baixa, que levantavam suspeitas, mas não davam diagnóstico claro. Veio para Goiânia, fez mais consultas e exames, e enquanto esperava os resultados, fez o que ela mais gostava de fazer: VISITAR - as pessoas queridas da Comunidade Sta. Paula Frassinetti, em Parque Tremendão, Goiânia.

Durante quatro dias, ela saia de casa de manhã, carregando uma sacola com uma garrafa de água e uma muda de roupa, porque pretendia ficar direto no bairro até à noite: a comunidade estava em festa. Visitava uma família, e quando sentia cansada, descansava na casa onde estava; depois ia visitar outra família. E à noite, participou das celebrações e da festa junina; até ajudou a fazer limpeza no final da festa... DO JEITO QUE SEMPRE FEZ, E GOSTAVA DEMAIS DE FAZER...

No quinto dia, sentia cansada e ficou em casa, dormindo boa parte do dia. Já no sexto dia, foi para a emergência e foi internada na UTI, onde permaneceu até a sua páscoa à 4:10 horas, no dia 22 de junho. Tanta gente acompanhou as notícias de sua internação, esperançosa que ela daria volta por cima, pois achava cedo para nos deixar. Gente de Cacheira Alta, GO; gente de Goiânia, GO; gente de da Prelazia de São Félix do Araguaia, do CIMI e dos povos Karajá e Myky, em Mato Grosso; gente do CIMI e do povo Tumbalalá na Bahia; gente do CIMI e do povo Tuxá em Pernambuco; gente em Chincha, Peru; gente em Felizburgo, MG; ... sua própria família..., e nós Irmãs de São José no Brasil e em Rochester.

Mas o corpo dela já estava debilitada pela leucemia aguda e não aguentou a pneumonia.

A última missão da Suzana foi em Felizburgo, onde fazia parte de uma comunidade intercongregacional desde 2010, junto com Irmã Anne Marvin de nossa congregação, Reginalda, das Filhas de Jesus, e Rufina, Missionária de Jesus Crucificado. Ninguém de lá imaginava, quando ela saiu para nosso encontro no início de maio, que não voltaria. Várias comunidades celebraram a sua páscoa, lá em Felizburgo, também as Irmãs de São José em Rochester.

Vamos sentir a sua falta.                                         

Irmã Jeane Bellini

VoltarTopo